SEJAM BEM-VINDOS!!!!!

O OBJETIVO DESTE BLOG É DE ATENDER A TODOS OS INTERESSADOS EM ORIENTAÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS E DEMAIS ASSUNTOS. TODOS OS TÓPICOS ESTÃO ABERTOS PARA COMENTÁRIOS, SUGESTÕES,CRITÍCAS QUE SERÃO ACEITAS PARA NOSSO APRIMORAMENTO.



segunda-feira, 29 de novembro de 2010

TCC E AGORA?

Quando chegamos a uma graduação, isto é um presente da vida, nos deparamos com diversos estudos, conteúdos, pesquisas, etc... E aí acabamos nos preocupando com o trabalho cientifico. Como deve ser? Que caminho seguir? Por onde começar? Quais as normas?

Do ponto de vista geral parece muito difícil, mas seguindo alguns caminhos básicos tudo se torna muito fácil. Para um trabalho cientifico se realizar pressupõe um amadurecimento. Esse amadurecimento é fruto de uma experiência de vida, leituras, cursos, participação de seminários e outras atividades que irão acrescentar no conhecimento.

Em seguida conta com a ajuda do professor orientador, no qual faz a ponte entre o amadurecimento e as bibliografias especializadas, fazendo assim a sua orientação num debate de idéias, de apresentação de sugestões e criticas, de respostas e argumentações. Tanto no conteúdo como a respeito da forma.

No entanto, ao orientando cabe definir o seu tema, seu problema e hipóteses que pretende demonstrar. Partindo disto as fases seguintes são leituras, analise, redação que deverão ser arrumados nas partes do trabalho cientifico conforme as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) seguida do processo constante de revisão do professor orientador.

As partes são as seguintes:

 Capa
 Página de rosto
 Sumário
 Lista de tabelas e figuras
 Núcleo do trabalho
• Introdução
• Desenvolvimento
• Conclusão
 Apêndices e anexos
 Bibliografia
 Capa final.

Estas são algumas orientações pedagógicas relacionadas aos procedimentos básicos para um trabalho cientifico, caso você queira uma orientação mais detalhada de cada parte entre em contato no e-mail. Estou a sua inteira disposição para esclarecimentos, dúvidas que venha a auxiliar no seu trabalho cientifico.

Algumas Referências: SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho cientifico. 1941 

                                        LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho cientifico. 1983.


quinta-feira, 25 de novembro de 2010

PENSAMENTO DO MÊS

"EU NÃO POSSO ENSINAR NADA A NINGUÉM,
EU SÓ POSSO FAZÊ-LO PENSAR."

                                                              SÓCRATES

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

FRASE DA SEMANA

O QUE VALE A PENA SER FEITO

VALE A PENA SER BEM FEITO.

                                             (N.POUSSIN)

SUBLINHAR, VOCÊ SABE?

PARA SE OBTER UM ESTUDO DE QUALIDADE É NECESSÁRIO SABER SUBLINHAR OS TEXTOS ESCOLHIDOS POR VOCÊ. FEITO A SELEÇÃO DAS OBRAS OU O TEXTO, VOCE PROCEDE-SE A LEITURA INTEGRAL DO MESMO, PARA SE TER UM VISÃO DO TODO.


TENDO ESTA VISÃO DO TEXTO E NECESSÁRIO UMA RELEITURA, MAS AGORA COM UM PEQUENO DETALHE ASSINALAR OU ANOTAR PALAVRAS E EXPRESSÕES DESCONHECIDAS, VALENDO-SE O USO DO DICIONÁRIO PARA ESCLARECER O SIGNIFICADO DAQUILO QUE VOCÊ ESTA LENDO.

DEPOIS DE REALIZADO ESTE PASSO É IMPORTANTE FAZER UMA RELEITURA NO ENTANTO NESTE MOMENTO VISANDO A COMPREENSÃO DO TODO. SE NECESSÁRIO DE UMA AJUDA SECUNDARIA.

EM SEGUIDA LOCALIZAR ACONTECIMENTOS OU IDÉIAS, AGRUPA-LOS PELO MENOS POR UMA SEMELHANÇA IMPORTANTE E ORGANIZA-LOS EM ORDEM HIERARQUICA DE IMPORTÂNCIA. ISTO IRÁ AUXILIAR NA FORMA DE SUBLINHAR E TAMBÉM EM FAZER RESUMOS DO TEXTO, QUE NA REALIDADE É UMA SÍNTESE DE IDÉIAS E NÃO DAS PALAVRAS DO TEXTO.

SEGUINDO ESSAS ORIENTAÇÕES INICIAIS VOCÊ CONSEGUIRÁ REALIZAR UMA LEITURA DE QUALIDADE E TIRAR MAIOR PROVEITO PARA SEU CRESCIMENTO.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

PENSAMENTO DA SEMANA

SÁBIO É AQUELE QUE CONHECE OS LIMITES DA PRÓPRIA IGNORÂNCIA.

                                                                       SÓCRATES

terça-feira, 28 de setembro de 2010

HORÁRIO DE ESTUDO, COMO FAZER ......

Em virtude dos estudantes, na sua grande maioria, disporem de pouco tempo para estudar, devido aos afazeres como esportes, línguas e outras atividades complementar ao seu conhecimento. Torna necessária uma organização sistemática do pouco tempo disponível, assim fica indispensável para um aproveitamento mais inteligente, com um mínimo de capacitação qualitativa para as etapas posteriores tanto numa eventual seqüência de seus estudos como na continuidade de suas atividades profissionais.


Não se trata de estabelecer uma divisão do horário de estudo: o essencial é aproveitar esta sistemática do tempo disponível, com uma ordenação de prioridades (textos, conteúdos, leituras, etc.).

Feito este levantamento do tempo disponível, predetermina-se um horário para o estudo. E uma vez estabelecido o horário, é imprescindível começar sem muitos rodeios e cumpri-lo rigorosamente, mantendo um ritmo de estudo.

Se você determinar estudar em grupo este levantamento devera ser realizado por todos os componentes definindo as varias tarefas, as etapas e formas que irão proceder.

Um período de duas horas diárias de estudo e considerado bom para se começar, caso seu tempo não se encaixe neste período, recomenda-se distribuir um tempo de estudo para os vários dias da semana.

E se o período de estudo ultrapassar duas horas, faz-se regra geral um intervalo de meia hora para alteração do ritmo de trabalho. Esse intervalo precisa ser seguido a risca se não compromete todo o aprendizado. O estudante tem de se convencer de que sua aprendizagem é uma tarefa eminentemente pessoal. Fazendo isto o cronograma de estudo possibilita você estudante a ter um maior proveito da aprendizagem e seus resultados serão satisfatórios.

Se você precisar da ajuda de um profissional em montar o seu cronograma de estudo entre em contato por e-mail.

Referencia: SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho cientifico. 1941.



FRASE DA SEMANA

NINGUÉM EDUCA NINGUÉM,
NINGUÉM EDUCA A SI MESMO,
OS HOMENS SE EDUCAM ENTRE SI,
MEDIATIZADOS PELO MUNDO.

                                          PAULO FREIRE

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

PENSAMENTO DA SEMANA

        " Toda leitura cultural tem sempre um destino, não caminha a esmo. Esse destino pode ser a busca, a assimilação, a retenção, a crítica, a comparação, a verificação e a integração de conhecimentos".

                                                                                   Gagliano (1979:85)

DIFICULDADE DE LEITURA

       Ler significa conhecer, interpretar e decifrar.
       Boa parte dos conhecimentos são adquiridos através da leitura.
       A leitura possibilita não só a ampliação como também o aprofundamento do saber abrindo horizontes na mente, ampliando o vocabulário e permitindo melhor compreensão e interpretação do mundo que nos cerca.
       O primeiro passo consiste na busca de material para leitura. A maneira de ler, varia de acordo com o fim a que se propõe o leitor.
Para isto é necessário técnicas de leitura para conseguir um resultado satisfatório.

        " Caso você tenha dificuldades de encontrar as suas próprias técnicas de leitura entre em contato por e-mail." 

sábado, 4 de setembro de 2010

PENSAMENTO DA SEMANA

" Ninguém ignora tudo.
Ninguém sabe tudo.
Todos nós sabemos alguma coisa.
Todos nós ignoramos alguma coisa.
Por isso aprendemos sempre."

                                    Paulo Freire

SEGREDO DE ESTUDO COM SUCESSO PARA TODAS AS IDADES

1- Seja responsável

2- Saiba estudar com prazer

3- Tenha iniciativa

4- Veja a educação com um grande negócio: nunca deixe de estudar

5- Organize seu horário de estudo

6- Construa seus próprios objetivos e metas de estudo

Para se conseguir o segredo do estudo é necessário que você tenha:

Alguém para motivar, organizar e criar metas de estudo.

Estes são alguns dos caminhos para que você construa o seu próprio segredo de estudo.

Caso você tenha dificuldade em construir o seu próprio segredo de estudo entre em contato com e-mail mulherapache@yahoo.com.br

sábado, 28 de agosto de 2010

Formação de pedagogos.

Libâneo( 1999, p.30-31) quando afirma que o curso de Pedagogia deve formar o pedagogo stricto-sensu, isto é, um profissional qualificado para atuar em vários campos educativos para atender demandas socio-educativas de tipo formal e não formal e informal, decorrentes de novas realidades- novas tecnologias, novos atores sociais, ampliação das formas de lazer, mudanças nos ritmos de vida, presença dos meios de comunicação e informação, mudanças profissionais, desenvolvimento sustentado, preservação ambiental- não apenas na gestão, supervisão e coordenação pedagógica de escolas, como também na pesquisa, na administração dos sistemas de ensino, no planejamento educacional, na definição de políticas educacionais, nos movimentos sociais, nas empresas, nas várias instâncias de educação, na requalificação profissional, etc. Essa caracterização do pedagogo stricto sensu faz-se necessária, tendo em vista distinguí-lo do profissional docente, já que todos os professores poderiam considerar-se pedagogos lato sensu.


“Então, educamos e somos educados. Ao compartilharmos, no dia-a-dia do ensinar e do aprender, idéias, percepções, sentimentos, gestos, atitudes e modos de ação, sempre ressignificados e reelaborados em cada um, vamos internalizando conhecimentos, habilidades, experiências, valores, rumo a um agir crítico-reflexivo, autônomo, criativo e eficaz, solidário. Tudo em nome do direito à vida e à dignidade de todo o ser humano, do reconhecimento das subjetividades, das identidades culturais, da riqueza de uma vida em comum, da justiça e da igualdade social. Talvez possa ser esse um dos modos de fazer PEDAGOGIA. José Carlos Libâneo

* LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e Pedagogos, para quê? São Paulo: Cortez, 1999)

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Boas Vindas !!!!!

Desejo a todos que visitam este blog uma boa estada ...espero que gostem !!!!!